Nua pergunta

matraga poesias February 14, 2018

Você, diante de mim,
parada nua, me interpela.
Quer saber em sua nudez perplexa,
diante de mim, atónito
do que eu nunca soube, jamais.
O desejo que escorre
dos seus olhos.
desce doce e empoça no umbigo
pinga em gotas
de perguntas que
eu não sei responder.
O mistério que te constitui
universo feminino
ser mulher
não me é dado responder.
Certamente não sou daqueles
a quem este alfabeto,
é dado lê-lo.
Percorro ansioso com meus olhos,
as suas formas
com as pontas dos dedos,
tateio o risco das letras
que o seu corpo desenha
e que não sei decifar.
Percorro com minhas narinas
todos os cheiros
que em verdes pastagens
me convidam
para em ti descansar.
Bebo em sua fonte.
Deito a minha língua
no seu cantil.
Sorvo, sôfrego, delicias
que nem sei nomear.
O que queres de mim mulher,
mais do que posso te dar ?
Se o que me perguntas
é o que não sabes responder,
por que estimas que eu tenha
a verdade para te oferecer.
Pois de tudo que pude aclarar,
te digo: o teu desejo não cala,
mas também não sabe falar.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *