“”Misteros””

matraga poesias February 14, 2018

Tem amor que é assim.
Amor impedido, remoso e teimoso.
Ponta de estoque
na prateleira das impossibilidades.
A gente quer mas não pode.
Difícil de se conformar.
No começo forte, entristece só de lembrar.
Depois esmorece, fica ali, amor lerdo
se esquecendo, dormindo como coisa boa,
lembrança leve de um aperto.
A gente quer mas não pode.
Tem amor que é assim: a cara da gente,
mais parecido não poderia ser.
Porque então não dá certo ?
Não prospera, não progride,
tanto mais podia ele
mas não vai acontecer.
Tem amor que é assim,
Não foi, porque não pôde ser!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *